Paris - Crônica

Final da tarde. 
O clichê, porém lindo pôr do sol se esvai de onde eu estou.
Casais estão sentados em toalhas de piquenique, com os restos de suas refeições logo mais à frente, abraçados, sorrindo e admirando a terra girar e deixar o sol para trás.
Algumas famílias, pais e mães sentados sorrindo enquanto observam os filhos que brincam sem ainda se importarem se o sol está indo embora ou não.
O ventinho bate no meu rosto, balança meus cabelos que estão sempre soltos e trazem o cheiro de flores. 
É primavera... Ali está a confirmação da estação.
Estou sentada em um pequeno café, sozinha, viajando à trabalho, ouvindo todas essas pessoas falar com seus biquinhos e suas "escarradas" palavras que mal entendo, alguns com um jeito grosso e aparentando mal humor enquanto outros parecem apenas requintados e finos.

Abro meu laptop e começo a escrever 
"Sofia estava em Paris, o lugar que tanto queria conhecer. Mesmo adulta se sentia uma criança que recebeu um doce a qual almejava. Era pôr do sol, os turistas se reuniam para fazer um piquenique abaixo da Torre Eiffel enquanto o sol desaparecia na imensidão do céu parisience.

Meus olhos estão fechados, sinto os aromas do lugar. Tem cheiro de flores, café e croissant. Tem um cheirinho de paz.
Eu estou sozinha, mas estou realizada.
Por um momento esqueço de tudo, da vida que tinha antes dessa atual, de quanto tudo aquilo não poderia passar de um sonho... 
Um sonho muito bom.



0 comentários:

Deixe seu comentário

Deixe aqui seu comentário! o/

P.S.:¹ Leia o post antes de comentar :D
P.S.:² Seja sempre respeitoso e educado, ou seu comentário será removido. :B