Desventuras em Série - O mau começo ~ Eu já li/assisti | Livro/Série | Resenha

Eu comprei o box de Desventuras em Série há bastante tempo e quando foi ano passado eu comecei a ler. Eu gostei bastante, achei uma maneira diferente de escrita e narração.
Em alguns momentos dá vontade de bater no Lemony Snicket, mas a gente aguenta porque que afinal de contas queremos saber o final da estória, não é mesmo?
Para começar: O livro é de gênero infanto-juvenil. Ele em alguns momentos é bem bobo e em alguns momentos você (se adulto) pensa "Mas meu Deus, isso nunca que iria acontecer na vida real! O que essa gente tem na cabeça?!" mas continua lendo.

Eu vou falar sobre o primeiro livro e os dois primeiros episódios da primeira temporada da série (que são os que correspondem ao primeiro livro) e quando for semana que vem falo do segundo e na mesma semana eu falo do terceiro (que estou terminando de ler). O quarto livro vai demorar um pouco porque irei ler outros livros por aí, rs.

Uma publicação compartilhada por Aczar Debyr (@aczardebyr) em
Vamos lá!

Resenha (do livro - a série não é totalmente fiel, mas é bem fiel):
O nome do primeiro livro é "O mau começo" e ele começa contando a estória dos irmãos Baudelaire.
Fala sobre Violet, Klaus e Sunny, os três irmãos que perdem seus pais para um misterioso incêndio que ocorreu na mansão deles. Eles não estavam em casa no momento, obviamente senão teriam morrido - e quando estavam voltando para casa eles encontram com o Sr. Poe que os informa desse infortúnio e diz a eles que ele seria o encarregado de encontrar um tutor legal para eles. O sr. Poe é um banqueiro e é quem será o responsável por liberar a fortuna dos Baudelaire no determinado momento.

(A capa mostrando o Conde Olaf e os três órfãos)


Acontece que o sr. Poe encaminhou as crianças para um tal de Conde Olaf, que seria o "parente mais próximo" da família, no sentido de localização, não de laços de família - uma vez que as crianças nunca tinham ouvido falar dele. Ele então é o portador da tutela e os leva para casa onde se mostra um homem mal e nojento. Coloca os órfãos para trabalhar  e limpar banheiros e quartos e cozinha sujos. Coloca as crianças para cozinharem para a trupe teatral dele (porque ele é um ator) e faz várias maldades. Eles tentam pedir ajuda ao sr. Poe e à gentil juíza que mora ao lado, mas ninguém os escuta, por serem crianças.

(Os irmãos Baudelaire)


Acontecem uma série de infortúnios e eu não vou contar tudo pra não dar spoiler (apesar da grande possibilidade de você já ter assistido o filme, ele é bem diferente).
O autor passa o livro todo avisando que se queremos uma estória com final feliz, não leiamos o livro. Mas o final, embora não feliz, foi satisfatório para mim.
Alguns detalhes sobre os órfãos:
Violet: É a mais velha e uma inventora muito inteligente. Prende os cabelos em uma fita, para que eles não atrapalhem a concentração e se empenha a construir as mais loucas e incríveis engenhocas.
Klaus: O único garoto e o filho do meio é um leitor nato. Sobre qualquer assunto que quiser conversar, dê um livro sobre ele uma meia hora antes e ele saberá de tudo. Seu ambiente preferido em qualquer lugar é a biblioteca. Usa óculos e é muito mas muito inteligente.
Sunny: Ainda é um bebê, mas já é muito esperta. Não tem muitas habilidades mentais, mas usa seus dentinhos como ninguém. Se precisar de moer, quebrar, polir é com ela mesma. Ela ainda não sabe falar, mas as palavras e sílabas que ela solta são compreensíveis para seus irmãos.
As habilidades de um complementam as habilidades dos outros e eles formam uma equipe.
É eles contra o mundo e o mundo contra eles (por mundo lê-se o Conde Olaf)

(Conde Olaf - representado pelo @nph e os Baudelaire)


A série tem poucas diferenças e alguns exageros a mais, mas vale muito a pena assistir.

Opinião:
Sobre o livro - Eu gostei muito. Gostei de como a estória é narrada, gostei da estória em si, apesar de ser um monte de coisas ruins acontecendo à crianças que são inteligentes e comportadas tendo que passar por situações que nem gente ruim merece, quanto mais gente boa? Crianças que nem tiveram tempo de viver o luto da perda dos pais, pois vivem uma vida de desgraça, uma atrás da outra.
Sobre a série - A série é muito bem feita, tem atores que gosto muito (o Conde Olaf é representado pelo Neil Patrick Harry - o Barney de HIMYM) e ela tem aquele teor de suspense, mas tem o q de humor por trás de tudo o que torna uma série legal de assistir e não pesada.
Eu gostei muito do livro e série e já parti para os próximos. Espero que o final de tudo seja satisfatório! Estou colocando expectativas mesmo. rs

(Este é o Lemony Snicket - o narrador de toda a série, tanto nos livros quanto nos filmes. As vezes ele irrita bastante, interrompendo a estória para falar umas besteiras ou simplesmente para se ocupar com outras coisas. Eu acredito que ele tenha algum papel maior do que apenas o narrador, mas não sei, nem saberei até terminar todos os 12 livros, imagino)


Classificação:



Classificação para a série:



Classificação da adaptação:







Ficando com a classificação final de 4 estrelas, para o primeiro livro e os dois primeiros episódios da série.

Até a próxima!

2 comentários:

  1. Eu sou muito suspeita em falar porque já leio sobre os Baudelaire desde os tempos em que morava em Portugal. Essa coleção me chamou à atenção logo de cara quando cheguei na biblioteca municipal da minha cidade.

    Por mais raiva que tenhamos do conde Olaf, e ainda mais do Sr Poe, por ser tão desligado e não perceber o perigo que essas crianças correm, nós continuamos lendo, porque é quase impossível parar. Rsrsrs Eu sempre pensava exatamente isso que você falou, "como tanta coisa pode acontecer a crianças tão boas"? Mas os livros são assim, criam cenários que podem nos parecer impossíveis, mas vai que em algum lugar do mundo, um trio de crianças sofra o mesmo que os Baudelaire... ;)

    Amei a resenha! Saudades de passar por aqui, voltando às férias amadas. kkk
    Bjs
    www.sentido--literario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, muito verdade. Creio que o autor quis dar uma satirizada no modo como os adultos negligenciaram com essas crianças, mas de fato esse tipo de coisas deve acontecer com crianças no mundo.
      Eu admito que faz pouco mais de um ano que conheci os Baudelaire, mas eu gosto desde que conheci (no caso, os livros né? o filme eu não curtia muito) e não consigo parar de ler. Estou terminando o terceiro ainda, vou com certeza demorar bastante para terminar todos porque gosto de mastigar bem as estórias e não gosto de terminar algo que gosto de uma vez só (porque depois eu fico sem e demoro a reler).
      Obrigada por passar por aqui!
      De vez em quando eu estou passando pelo sentido literário, gosto demais do seu blog! <3

      Excluir

Deixe aqui seu comentário! o/

P.S.:¹ Leia o post antes de comentar :D
P.S.:² Seja sempre respeitoso e educado, ou seu comentário será removido. :B