Novas escolhas

Quando somos mais jovens nós pensamos que nunca vamos mudar de opinião sobre determinadas coisas, mas quando somos jovens somos tolos também. Somos extremos, quando achamos que sabemos, somos os donos da verdade; quando achamos que não sabemos, somos o lixo da sociedade.
A verdade é que fui uma adolescente bem tranquila. Não dei trabalho com saídas, com amigos problemáticos, ia quase todos os dias para a igreja, não namorava e nem sofria de amor. Meus problemas eram notas baixas em física e química (matérias para os quais uso para absolutamente nada atualmente) e porque minha mãe queria que eu ajudasse em casa e eu odeio fazer serviços de casa (eu faço, não me entenda mal.. é só que ela queria que eu fizesse tudo. Lavasse pratos, varresse casa, passasse pano, limpasse banheiro, varresse quintal... etc.) Enfim! 
No meio dessa minha adolescência tranquila, eu era a dona da verdade. Odeio que eu tenha sido, mas eu aprendi muito com tudo isso. Eu sempre estava certa, nunca errava, dava conselhos de todos os tipos, as pessoas vinham me contar histórias e muitas vezes eu nem as conhecia, mas eu me sentia tão especial por confiarem em mim! E eu fazia valer a confiança, tem histórias que guardei tanto pra mim que nem lembro mais! No meio dessa crise "dona da verdade" eu sempre discutia com pessoas, tentava mostrar que meu ponto de vista era o correto e as vezes mesmo que eu notasse que eu estava errada eu segurava meu argumento para não sair por baixo. Que leseira ein? Daí, eu tinha minhas ideias bem fixas! Eu achava que jamais mudaria de ideia sobre determinados assuntos, que aqueles assuntos eram verdades absolutas e que eu jamais mudaria de pensamento! Mas eu estava tão errada, eu era tão tola! 
Eu escolhi letras espanhol para a faculdade e desisti no meio do quarto período! Daí eu fui para jornalismo e no início do quarto eu desisti também (não porque eu não gostei, eu até gostei do curso, mas eu sei que não vou me dar bem trabalhando com isso... o jornalismo atual é uma vergonha. E eu fiquei desempregada, então, como eu ia pagar? Não queria que meus pais pagassem, sabe?) e agora eu quero voltar para letras e tentar fazer algo! Eu ainda não decidi o que fazer da minha vida esse ano, ou... que caminho seguir. Eu estou deixando as coisas acontecerem e pedindo para Deus me guiar. Que tudo dê certo, que eu possa continuar aprendendo na vida. 
Eu sei que vou fazer outras escolhas, sempre. Mas o mais importante para mim é que minhas escolhas sejam certas perante Deus e perante a lei. Se estiver dentro de tudo isso, estou tranquila em mudar de opinião, mudar de ideia, escolher coisas diferentes... Isso é amadurecer. Eu sei que não amadureci tudo, se não começaria o processo de "apodrecer", eu ainda tenho muito muito muito o que aprender e eu só quero evoluir e quero que Deus olhe para mim e sorria, e fique feliz. Não por eu ser perfeita, porque... quem é o humano perfeito? Mas por ele ver que eu estou em busca do que é certo e estou vivendo intensamente minha vida.

Espero que isso tenha te inspirado de alguma forma, te dado uma lição ou que você pelo menos tenha lido tudo. Obrigada por dedicar seu tempo para ler algumas palavras minhas.
Deus abençoe!

2 comentários:

  1. Não sou de ler, mas li tudo. yéeeeah!!
    kkkk... mudar de opinião e abrir um pouco a mente para enxergar o melhor em nossas vidas, é tudo!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário! o/

P.S.:¹ Leia o post antes de comentar :D
P.S.:² Seja sempre respeitoso e educado, ou seu comentário será removido. :B