A menina

Ela era uma menina calada,
chegava, sentava, sacava um livro e viajava.
Ela era uma menina sem jeito,
cheia de sonhos e anseios.
Uma menina sem maldade,
fazia amizades com a maior sinceridade.
Ela era uma garota fiel,
gostava de ajudar qualquer que fosse o réu.
Mas ela era mal interpretada,
por tentar ajudar, era julgada.
Por querer ser amiga,
aquela menina tão comportada,
foi acusada por uma malvada...
Acusada de "por amor" aquilo que ela simplesmente fazia "com amor"
Ela ficou chateada
Mas ela não chorou
Ela É uma menina forte,
Ela segue em frente...
Ela perdoou.
Mas a menina,
resolvi que serei cautelosa.
A menina,
resolvi que tomarei mais cuidado.
A menina simplesmente
cansei de ser mal interpretada.
E agora, como será?
A menina, agora mais experiente,
resolveu se calar.
Tentar ajudar menos,
ser menos ela mesma.
A ferida sara, mas fica a cicatriz para que a pessoa não esqueça e aprenda com aquilo.
Ela não era apenas uma menina,
ela era uma adulta em busca de sinceridades.
Recado recebido.
Good bye.

0 comentários:

Deixe seu comentário

Deixe aqui seu comentário! o/

P.S.:¹ Leia o post antes de comentar :D
P.S.:² Seja sempre respeitoso e educado, ou seu comentário será removido. :B