Eu já assisti - Filme | Timer

Olá pessoal!
Faz tempo que não falo de filmes que assisti por aqui né? O último foi um documentário sobre a vida da J. K. Rowlling (escritora de Harry Potter) e quem quiser ler é só clicar aqui...
Enfim, hoje eu vou falar sobre um filme que assisti há duas semanas e não vou dizer que é um filme muito bom ou mesmo bom... Mas é um filme que te faz refletir e que eu assistir e quis fazer resenha aqui.
O nome do filme é Timer e ele fala sobre o tempo de encontrar o seu amor verdadeiro.


(Capa do Filme)



RESUMO:
O timer é (no filme, claro) um reloginho que as pessoas colocam no pulso, tipo a marca da besta, sabe? heheh E esse reloginho tem tipo um contador regressivo que diz exatamente o dia e a hora em que a pessoa vai encontrar sua alma gêmea.
A personagem principal Oona O'Leary representada pela atriz Emma Calfield é meio obcecada pelo seu timer. O timer dela está zerado, o que significa que o amor da vida dela ainda não colocou o timer (tem gente que não acredita nessas coisas, né?) daí ela arrumava namorados que não tivessem o timer e os convencia a colocar, quando eles colocavam se o timer dela começasse a mostrar que ela estava perto dele significava que ele era o amor da vida dela, se não, ela terminava. E obviamente, nenhum dos namorados dela eram O cara.

(O Timer)


A meio-irmã dela tinha o timer só que ele tinha uma contagem de milhares de dias e ela estava muito irritada porque ia demorar tanto tempo, então ela resolveu que iria dormir com os caras que quisesse e iria "se divertir" porque o amor da vida dela estava muito longe ainda. Mas Oona não desistia.
Certo dia ela foi ao mercado e viu um rapaz novinho, simpático e bonitinho (não, ele não é bonito. Mocinhos de filmes tem que ser bonitos pessoal! A gente sabe que na vida real não é assim, mas pelo menos nos filmes tem que ser uai! - deixando isso de lado...) ele é bem simpático com ela, mas ela percebe que o Timer dele tá contando e que ele vai conhecer a mulher da vida dele em quatro meses.


(A meio-irmã de Oona e melhor amiga, Steph Depaul)


Ela ignora ele e vai embora. Só que mais tarde, depois de seu irmão de 16 anos colocar o Timer e ele dizer que o adolescente irá encontrar sua alma gêmea em 3 dias, ela meio que se revolta e volta pra falar com o cara do mercado, quase 10 anos mais novo que ela.


(O crush "feio" - Mikey Evers)


Ela começa a namorar com ele, mesmo sabendo que em quatro meses ela seria deixada e depois de muita conversa resolve que vai com sua irmã realizar a retirada do Timer (procedimento doloroso que não tem volta, ou seja, se tirou uma vez, nunca mais poderá colocar). Detalhe: Ela descobre que o mocinho do supermercado (Mikey) usa um timer falso e que ele na verdade nunca colocou o timer. Ela então resolve que ele vai ser o amor dela e vai tirar o timer do braço. Porém, no momento final, quando ela vai tirar, o timer apita e mostra que ela vai encontrar o amor da vida dela em algumas horas! Ela desiste de tirar o timer (sua irmã já tinha tirado)


(O Timer de Oona - zerado)


E você quer saber do final? Eu não vou contar porque é Spoiler e Spoiler é quase crime para algumas pessoas.
Com certeza essa estória instiga a curiosidade e você fica querendo saber e eu só posso dizer que eu achei o final ruim e fraco, que eles poderiam ter utilizado a critica para fazer um final melhor, ela não ficou com o mocinho do supermercado "feio", mas não posso falar nada mais que isso.


(Oona O'Leary - sério, me segurei até agora mas... que raios de nome é esse!? - como se eu pudesse falar de nomes estranhos, hahaha)


CRÍTICA:
A crítica presente no filme é forte... mostra como a "necessidade" de saber quem é seu amor verdadeiro pode prejudicar sua vida.
A necessidade que as pessoas sentem de saber que é o verdadeiro amor é tão grande que em um futuro é capaz de inventarem uma máquina para as pessoas descobrirem quem é seu verdadeiro amor e mesmo assim, elas não serão felizes.

(Mikey - O crush do fake-timer)


A evolução tem matado o romantismo... As pessoas não querem mais conversar e descobrir quem pode ser ou não seu amor (que na minha opinião é uma escolha... você escolhe amar ou não). O cavalheirismo tá morrendo a cada dia e as surpresas do romances quase não existem.
Se o cara quer casar com a mocinha eles combinam o dia que eles irão noivar e fazer uma festa, em vez de tudo ocorrer em secreto e o pedido em casamento ser uma BIG SURPRISE para a noiva.
Enfim, o filme não é um filme que eu considere entre os que mais gosto, mas ele faz a gente pensar. Pelo menos me fez pensar e por isso estou falando sobre ele aqui. :)

Classificação:



Pois é, três estrelinhas. Mesmo assim acho legal assistir para ter sua própria crítica e conclusão a respeito dele.
Esse filme eu assisti por indicação de Elaine, minha amiga.




2 comentários:

  1. Adorei a indicação e realmente é um filme que atiça a curiosidade da gente :) Espero poder assistir em breve :)
    Um abraço,
    http://juliet-in-crisis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade!
      Obrigada pela sua visita em meu blog Nathy! Volte sempre!
      Beijos

      Excluir

Deixe aqui seu comentário! o/

P.S.:¹ Leia o post antes de comentar :D
P.S.:² Seja sempre respeitoso e educado, ou seu comentário será removido. :B