A estrela que nunca vai se apagar - Resenha

Olá pessoal!
A estrela que nunca vai se apagar é o livro que "inspirou" o livro "A culpa é das estrelas". A introdução do livro é feita por John Green e também temos participação de várias pessoas como a médica dela (não lembro o nome dela, rs), os pais dela, Lori e Wayne, e além de vários amigos dela.
Mas, obviamente a principal escritora desse livro é a própria Esther Grace Earl.


O livro é composto por várias páginas dos diários dela, onde ela escreve sobre a vida dela, sobre os momentos alegres, sobre os momentos tristes, sobre DEUS. Sim, Esther era cristã e cita alguns versículos durante as páginas do seu diário. O livro também é constituído por vídeos do youtube transcritos para o papel, por páginas de blogs que ela criou, por conversas nos chats com seus amigos virtuais - que depois vieram a ser tornar grandes amigos pessoais - além de cartas que ela faz para os pais em diversos momentos e eventos como aniversários, aniversário de casamento, dia das mães, dos pais, natal, dia de ação de graças (...) entre outros. O livro também é repleto de desenhos que ela fazia e fotos, muitas fotos de diversos momentos da vida dela.

(Parte de trás do livro - fotos de Esther; e orelha traseira - família Earl)

Esther, em suas cartas, páginas de diário, conversas de bate-papo, entre outros, é muito sincera, sensível e ao mesmo tempo se mostra muito forte, fiel e temente a Deus. Há momentos em que ela pede a Deus pela sua cura e demonstra muita fé, há uma parte que ela cita um versículo do livro de Ester e que me chamou muita atenção (olha aí na foto).



Esther é uma inspiração para muita gente, e acho que o que ela escreve no livro, contando que estava morando na França quando recebeu o diagnostico e seus pais abandonaram tudo, voltaram para os Estados Unidos para poder cuidar dela e tal... ela se sente culpada por isso; também foi um grande exemplo para todos nós, principalmente para nós filhos, vermos os sacrifícios que os pais fazem por amor.



 É um livro muito emocionante, inspirador e divertido (sim, tem partes divertidas no livro). Esther, apesar de tudo tinha seus momentos hilários e ela nunca se deixava abater. Foi de fato uma guerreira.
Mas enfim, eu recomendo esse livro. :)


0 comentários:

Deixe seu comentário

Deixe aqui seu comentário! o/

P.S.:¹ Leia o post antes de comentar :D
P.S.:² Seja sempre respeitoso e educado, ou seu comentário será removido. :B